festas infantis kika duarte auguri

6 erros que você deve evitar ao iniciar um negócio de festas

Quem decide iniciar um negócio no mercado de festas certamente tem como principais qualidades a criatividade, desenvoltura,  adora tudo relacionado a  temas, cores, flores peças, etc.  São pessoas que amam criar; sejam doces, balões, lembrancinhas, decorações e tem grande satisfação com o reconhecimento dos clientes e convidados após tanto esforço.

Porém, quem já tem um pouco de experiência como empreendedor sabe que muitas vezes o talento e a dedicação não são suficientes para a empresa “dar certo”. Muitas vezes levamos anos para descobrir quais são as barreiras para o sucesso e muitos desistem no meio do caminho.

Separei abaixo 6 dos principais erros que eu mesma cometi lá no começo ou que foram descritos por muitos dos milhares de alunos dos cursos que já realizei em dezenas de cidades em todo o Brasil e também na versão online.

  1. Não definir o público-alvo: Muitas vezes começamos o negócio sem ter definido claramente quem são os potenciais clientes. É imprescindível  ter esse aspecto muito bem definido; sem ele não há como acertar no produto, no preço, na divulgação. Muitas empresas gastam altos valores com propaganda e não tem retorno justamente em função deste erro. Até mesmo o nome da empresa depende desta definição. Precisamos  ter muito claro qual é o tipo de cliente desejado e após isso tomar as outras decisões com foco em atender da melhor forma suas  necessidades e expectativas.
  1. Preços mal elaborados: Preço é sempre um dos temas mais polêmicos e uma das maiores dificuldades dos empreendedores de maneira geral. A tentação em baixar  os valores em função de “guerra de preços” da concorrência é sempre muito grande também no nicho de festas. Antes de mais nada o preço precisa estar alinhado ao seu posicionamento; é preciso também conhecer a fundo os custos fixos da empresa e custos diretos do serviço prestado e adequá-los se estiverem exagerados. Não podemos esquecer de outros fatores que compõe o preço, como taxa de cartão de crédito, impostos, além de  entendermos quais são os principais atributos valorizados pelo cliente e demonstrar claramente que os produtos ou serviços oferecidos irão satisfazer suas expectativas. Quando isso ficar claro e criarmos um valor verdadeiro para o cliente, o preço certamente terá menos relevância na tomada de decisão.
  1. Mal uso das ferramentas de marketing:  A forma de anunciar um produto ou serviço mudou muito nos últimos anos, principalmente em função da internet e das mídias sociais. Umas das principais vantagens do marketing digital é a alta capacidade de segmentação que as ferramentas atuais permitem e a ampla possibilidade de mensuração de resultados. Muita gente ainda não sabe como lidar com essas ferramentas e acaba “queimando” toda verba em anúncios pouco efetivos. Saber lidar com esse “novo marketing” é cada vez mais crucial para o sucesso do negócio.
  1. Falta de Relacionamento com prospects e clientes:  Muitas empresas fazem um esforço enorme para  atrair contatos de “prospects” e conquistar clientes, porém simplesmente descartam esses dados, por falta de organização.  É preciso entender que o processo de vendas é feito em etapas e que a lista de prospects e clientes  é o  principal ativo de uma empresa. Saber trabalhar com essa lista certamente fará toda diferença.
  1. Ausência de controle financeiro: Lidar com números muitas vezes não é a preferência de quem trabalha com festas. Mas saber controlar o fluxo financeiro é essencial para qualquer empresa. Com um pouco de disciplina, é possível realizar esse controle e ter muito mais previsibilidade e  tranquilidade no dia-a-dia.
  1. Falta de agilidade no atendimento: Nos dias de hoje a comunicação está cada vez mais ágil. As pessoas esperam retorno “em tempo real” de quase tudo. Demorar um ou dois dias para enviar um orçamento ou até mesmo demorar algumas horas para responder uma dúvida em sua página na mídia social pode ser um fator determinante para a perda de uma venda. Para evitar isso é importante padronizar ao máximo os processos e treinar pessoas  que trabalham na sua equipe. Quem souber atender o cliente com qualidade e agilidade já estará à frente de muitos concorrentes.

No módulo 1 de nosso curso  “Tudo sobre Festas Infantis” você encontrará muitas outras dicas, além de planilhas que irão ajudar você a gerenciar melhor sua empresa e evitar erros que dificultam o sucesso.

Para muitas pessoas o tema “gestão” pode assustar, mas com um pouco de disciplina, é possível lidar com ele de maneira simples e natural; o resultado certamente é recompensador!

Sucesso e beijos,

Kika Duarte

____________________________________________________________________________________________

Kika Duarte é decoradora, sócia fundadora da Auguri Festas e já  ministrou cursos de decoração e gestão para mais de 8.000 alunos em 40 cidades em todo o Brasil além de outros países como Argentina, Chile e Equador.

14 comentários sobre “6 erros que você deve evitar ao iniciar um negócio de festas

  1. Barbara Szucs  disse:

    Kika, estes erros se aplicam a todo tipo de negócio!! Muito, muito bom! Atualmente trabalho como arquiteta em uma empresa de móveis planejados (voltei às minhas raízes, e tive que deixar as festas um pouco de lado), mas isso tudo se aplica aqui!! Cometemos alguns destes erros, infelizmente. Um beijo para vc, saudades e sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>